Criar Quiz
Criar Quiz
A Herdeira (5/?) 🌹

A Herdeira (5/?) 🌹

Tags : Herdeira Reino realeza Aesthetic Princesa Quiz RPG

↪ Esta é a parte 5; para entender melhor, sugiro que faça as partes anteriores
↪ Quiz estilo RPG
↪ Terão mais partes, mas ainda não sei dizer quantas
↪ Todas as imagens foram retiradas do Pinterest, nenhuma me pertence!

Iniciar o Quiz
Incorporar
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10
  • 11

~18:43
Você estava em seu closet, se arrumando para o desfile.
- Nervosa? - pergunta Sophie enquanto vasculhava suas roupas em busca do vestido "perfeito".
- Um pouco. - respondo pensativa. - E se o povo não gostar de mim?
- E tem como não gostar de você? - perguntou carinhosa, jogando alguns vestidos no banco ao seu lado - Acho que um desses seria bom.
Qual vestido você escolhe? ~18:43
Você estava em seu closet, se arrumando para o desfile.
- Nervosa? - pergunta Sophie enquanto vasculhava suas roupas em busca do vestido "perfeito".
- Um pouco. - respondo pensativa. - E se o povo não gostar de mim?
- E tem como não gostar de você? - perguntou carinhosa, jogando alguns vestidos no banco ao seu lado - Acho que um desses seria bom.
Qual vestido você escolhe?

- Perfeito! - Sophie bateu palmas. - Agora vamos para a maquiagem.

Qual maquiagem você pediu? - Perfeito! - Sophie bateu palmas. - Agora vamos para a maquiagem.

Qual maquiagem você pediu?

  • Uma coisa mais natural. Quero passar uma boa impressão.
  • Pedi uma bem caprichada e forte, afinal é a primeira vez que apareço em público como princesa.
  • Com cores que combinassem com meu vestido.
  • Quero uma não tão forte, mas que dê uma diferença em meu rosto.

- E quanto ao penteado? - pergunta ela, analisando seu cabelo.
- Acho que...

(OBS: Ignorem a cor ou tipo de cabelo, pois estas são as mesmas que você escolheu na parte 1. Escolham apenas pelo penteado) - E quanto ao penteado? - pergunta ela, analisando seu cabelo.
- Acho que...

(OBS: Ignorem a cor ou tipo de cabelo, pois estas são as mesmas que você escolheu na parte 1. Escolham apenas pelo penteado)

Assim que terminaram, alguém bate em sua porta. Você não perde tempo em abrir.
- Vincent. - cumprimenta educadamente.
- Alteza. - ele retribui, te admirando. - Está encantadora.
- Obrigada. - agradece com um leve sorriso antes de se virar para se despedir de Sophie. - Até mais tarde.
- Boa sorte! - deseja ela, sorrindo.
Com um suspiro apreensivo, você deixa o quarto. O caminho foi silencioso, deixando um clima constrangedor no ar.
- Marie, quanto a hoje cedo... - Vincent se pronuncia, constrangido. Assim que terminaram, alguém bate em sua porta. Você não perde tempo em abrir.
- Vincent. - cumprimenta educadamente.
- Alteza. - ele retribui, te admirando. - Está encantadora.
- Obrigada. - agradece com um leve sorriso antes de se virar para se despedir de Sophie. - Até mais tarde.
- Boa sorte! - deseja ela, sorrindo.
Com um suspiro apreensivo, você deixa o quarto. O caminho foi silencioso, deixando um clima constrangedor no ar.
- Marie, quanto a hoje cedo... - Vincent se pronuncia, constrangido.

  • - Está tudo bem. - sorrio levemente e ele suspira aliviado. - Não precisa dizer nada.
  • - Olha, me desculpe, mas... - o interrompo. - Aquilo foi um erro. Não vai acontecer de novo, está bem? - ele assente, decepcionado.
  • - Não sei o que te deu na cabeça. - o corto, séria.
  • - Vincent... - suspiro. - Sinto muito, mas não quero estragar nossa amizade com isso.

(Lembrando, está de noite)

Vocês enfim chegam a garagem, onde uma grande e elegante limousine a espera. Seu pai, Elisa, Charlotte e Louis já estão lá, assim como muitos guardas.
Com uma reverência, Vincent se retira rapidamente.
- Marie! - você sorri enquanto caminha até Anthony, que te abraça. - Você está linda, querida.
- Obrigada. Vocês também. - diz se referindo a ele e Elisa, que estava ao seu lado. Ela sorri em agradecimento.
- Majestade - um guarda se aproxima. - Estamos prontos para ir.
- Claro. - ele te guia até o carro. O interior, enorme, é chique e confortável. - Terão carros e soldados nos escoltando durante todo o trajeto. É totalmente seguro. - afirma. (Lembrando, está de noite)

Vocês enfim chegam a garagem, onde uma grande e elegante limousine a espera. Seu pai, Elisa, Charlotte e Louis já estão lá, assim como muitos guardas.
Com uma reverência, Vincent se retira rapidamente.
- Marie! - você sorri enquanto caminha até Anthony, que te abraça. - Você está linda, querida.
- Obrigada. Vocês também. - diz se referindo a ele e Elisa, que estava ao seu lado. Ela sorri em agradecimento.
- Majestade - um guarda se aproxima. - Estamos prontos para ir.
- Claro. - ele te guia até o carro. O interior, enorme, é chique e confortável. - Terão carros e soldados nos escoltando durante todo o trajeto. É totalmente seguro. - afirma.

  • Me sento na janela, com meu pai ao meu lado e Louis a minha frente.
  • Escolho me sentar entre papai e Elisa.
  • Espero todos se sentarem para enfim escolher meu lugar, o mais longe possível de Elisa e/ou Louis.
  • Pego um lugar ao lado de Louis, em frente ao meu pai.

Você se acomoda no banco.
- Está deslumbrante, se me permite dizer, Alteza. - Louis diz em tom baixo, para que apenas você ouça, mesmo com os outros três envoltos em uma conversa. Você se acomoda no banco.
- Está deslumbrante, se me permite dizer, Alteza. - Louis diz em tom baixo, para que apenas você ouça, mesmo com os outros três envoltos em uma conversa.

  • - Você também, ahn... Como devo me referir a você? - pergunto, divertida.
  • - Obrigada. - agradeço educada.
  • Reviro os olhos, ignorando-o.
  • Ergo uma sobrancelha. - Louis Garnier me elogiando? Você está bem? Quer uma água ou algo assim? - ironizo, rindo.

O carro anda lentamente pelas principais ruas de Paris, com os vidros abaixados. O povo, eufórico, grita e acena. Muitos carregam cartazes com dizeres do tipo "Bem-vinda, princesa! ".
Você não consegue evitar o sorriso, acenando para o máximo de pessoas que consegue. O carro anda lentamente pelas principais ruas de Paris, com os vidros abaixados. O povo, eufórico, grita e acena. Muitos carregam cartazes com dizeres do tipo "Bem-vinda, princesa! ".
Você não consegue evitar o sorriso, acenando para o máximo de pessoas que consegue.

  • .
  • .

Algum tempo depois, já na volta para o castelo, o motorista diminui ainda mais a velocidade, visto que a rua estava especialmente cheia. Muitos cidadãos gritam animados quando você acena para eles.
Porém, repentinamente, tiros são ouvidos.
O caos se instala e as pessoas começam a correr, desesperadas. Alguns homens, posicionados estrategicamente na multidão, miram na limousine.
Mais especificamente, em você. Algum tempo depois, já na volta para o castelo, o motorista diminui ainda mais a velocidade, visto que a rua estava especialmente cheia. Muitos cidadãos gritam animados quando você acena para eles.
Porém, repentinamente, tiros são ouvidos.
O caos se instala e as pessoas começam a correr, desesperadas. Alguns homens, posicionados estrategicamente na multidão, miram na limousine.
Mais especificamente, em você.

  • Me abaixo, tentando não ficar exposta nas janelas.
  • Tento fechar o vidro.
  • Fico apavorada, sem saber o que fazer.
  • Corro, tentando sair do carro.

Seu pai puxa Elisa e ambos se abaixam, enquanto ela solta um grito. Charlotte parece mais controlada, mas faz o mesmo, puxando Louis.
- Marie! - grita o rei, te puxando para perto.
Enquanto isso, os guardas revidam os ataques, e sons de tiro são ouvidos. Você grita quando alguém acerta vários na parte externa da limousine, fazendo um barulho alto.
- Pra fora, pra fora! - um guarda vocifera, abrindo a porta da limousine ao mesmo tempo em que tenta não ser atingido.
Ninguém perde tempo e todos os passageiros correm para fora, com as mãos protegendo a cabeça. Você acaba ficando por último e, quando sai, um tiro quase lhe acerta.
- Pro chão! - se assusta quando braços fortes te empurram para o asfalto, te empurrando para atrás de um carro.
Quando ergue o olhar, nota que ele não deve ser muito mais velho que você. O soldado é moreno e possui olhos verdes, que analisam o local estrategicamente, procurando rotas de fuga. Seu pai puxa Elisa e ambos se abaixam, enquanto ela solta um grito. Charlotte parece mais controlada, mas faz o mesmo, puxando Louis.
- Marie! - grita o rei, te puxando para perto.
Enquanto isso, os guardas revidam os ataques, e sons de tiro são ouvidos. Você grita quando alguém acerta vários na parte externa da limousine, fazendo um barulho alto.
- Pra fora, pra fora! - um guarda vocifera, abrindo a porta da limousine ao mesmo tempo em que tenta não ser atingido.
Ninguém perde tempo e todos os passageiros correm para fora, com as mãos protegendo a cabeça. Você acaba ficando por último e, quando sai, um tiro quase lhe acerta.
- Pro chão! - se assusta quando braços fortes te empurram para o asfalto, te empurrando para atrás de um carro.
Quando ergue o olhar, nota que ele não deve ser muito mais velho que você. O soldado é moreno e possui olhos verdes, que analisam o local estrategicamente, procurando rotas de fuga.

  • Ruborizo quando percebo a proximidade entre nós, visto que ele praticamente caiu por cima de mim na tentativa de me proteger.
  • - O que está fazendo? - berro irritada, tentando me levantar, mas ele me puxa para baixo. - Eu estava muito bem sem você me jogar no chão, obrigada!
  • - Obrigada... - digo ofegante, ainda em choque e assustada.

Você procura seu pai e os outros com o olhar, preocupada. Localizo um grupo de guardas protegendo-o junto com Elisa, enquanto Louis, por sua vez, está escondido atrás de um carro com sua mãe. O loiro te vê e tenta vir em sua direção, mas sua mãe o impede, o levando para um outro local longe do seu campo de visão.
O soldado se volta pra você.
- Escuta. Quando eu disser, a gente vai ter que correr. - você assente com a cabeça. - E vai ser... Agora.
Ele sai em disparada por trás dos carros, atirando em quantos inimigos puder, enquanto você tenta acompanhá-lo. Te guia até passar por uma recém-formada barreira de guardas, em um canto, atrás da qual já estavam Elisa e Anthony.
- Pai. - você corre para abraçá-lo.
- Marie. - ele suspira aliviado. - Não sei como isso aconteceu, mas fique tranquila. Vai ficar tudo bem. Reforços estão a caminho. Você procura seu pai e os outros com o olhar, preocupada. Localizo um grupo de guardas protegendo-o junto com Elisa, enquanto Louis, por sua vez, está escondido atrás de um carro com sua mãe. O loiro te vê e tenta vir em sua direção, mas sua mãe o impede, o levando para um outro local longe do seu campo de visão.
O soldado se volta pra você.
- Escuta. Quando eu disser, a gente vai ter que correr. - você assente com a cabeça. - E vai ser... Agora.
Ele sai em disparada por trás dos carros, atirando em quantos inimigos puder, enquanto você tenta acompanhá-lo. Te guia até passar por uma recém-formada barreira de guardas, em um canto, atrás da qual já estavam Elisa e Anthony.
- Pai. - você corre para abraçá-lo.
- Marie. - ele suspira aliviado. - Não sei como isso aconteceu, mas fique tranquila. Vai ficar tudo bem. Reforços estão a caminho.

  • Assinto, engolindo em seco ainda um pouco assustada.
  • - E quanto ao Louis e a Charlotte? - pergunto apreensiva. - Não se preocupe, tem soldados em todo lugar. Quando os virem, os trarão até aqui. - tranquiliza ele.

Em pouco tempo, muitos outros guardas chegam, assim como um carro blindado e discreto.
- Senhor - um soldado se aproxima. - Por aqui, por favor.
No mesmo instante, Charlotte e Louis se aproximam, escoltados por guardas. Todos são levados para o carro, que mesmo sendo bem menor, ainda é extremamente chique como a limousine de antes.
Você se senta e analisa o estrago. Seu vestido está sujo e a saia longa, totalmente rasgada. Além disso, seu cabelo está bagunçado e seus braços cheios de arranhões e sujeira.
O motorista, então, os leva em segurança para o castelo, desviando da zona de perigo.
- Estão todos bem? - pergunta o rei, parecendo cansado. Em pouco tempo, muitos outros guardas chegam, assim como um carro blindado e discreto.
- Senhor - um soldado se aproxima. - Por aqui, por favor.
No mesmo instante, Charlotte e Louis se aproximam, escoltados por guardas. Todos são levados para o carro, que mesmo sendo bem menor, ainda é extremamente chique como a limousine de antes.
Você se senta e analisa o estrago. Seu vestido está sujo e a saia longa, totalmente rasgada. Além disso, seu cabelo está bagunçado e seus braços cheios de arranhões e sujeira.
O motorista, então, os leva em segurança para o castelo, desviando da zona de perigo.
- Estão todos bem? - pergunta o rei, parecendo cansado.

  • - Não. - respondo sincera, abraçando meu próprio corpo.
  • - Sim. - declaro, erguendo o olhar.
  • - Estou bem. - murmuro, desnorteada.
  • - Apenas assustada. - confesso, observando os outros presentes em busca de algum ferimento sério. Por sorte, não encontrei.
𝐂𝐨𝐧𝐭𝐢𝐧𝐮𝐚... 🌹 Refazer

𝐂𝐨𝐧𝐭𝐢𝐧𝐮𝐚... 🌹

A parte 6 já está disponível em meu perfil ❤️

Compartilhar

𝐂𝐨𝐧𝐭𝐢𝐧𝐮𝐚... 🌹 Refazer

𝐂𝐨𝐧𝐭𝐢𝐧𝐮𝐚... 🌹

A parte 6 já está disponível em meu perfil ❤️

Compartilhar

Calculando Resultado
clock facebook twitter whatsapp redo search x home profile pencil logout quiz list test user star