Criar Quiz
Criar Quiz
Membros das Forças de Tokugawa (Tokugawa Army):

Membros das Forças de Tokugawa (Tokugawa Army):

Tags : samurai shodown sengoku basara dynasty warriors warriors orochi samurai warriors

Confira a lista de integrantes (soldados, generais, comandantes e daimyos) do clã Tokugawa...

Compartilhar

1 Ieyasu Tokugawa

Ieyasu Tokugawa

Conhecido como o Senhor de Mikawa, foi um dos grandes daimyos do clã Tokugawa, líder das tropas Tokugawa e shogun. No início, Ieyasu era general das forças de Oda e sucessor de seu velho amigo, Nobunaga Oda, e ambos formaram uma ótima aliança para dominar o Japão até 1580, ano que Nobunaga Oda morreu no templo Honnoji. Após a morte de seu amigo, Ieyasu e seus subordinados do clã Tokugawa resolvem se patrulhar sem fazer parceria com outro clã até o encontro de Hideyoshi Toyotomi, o outro sucessor de Nobunaga; Hideyoshi, então, desafia Ieyasu e sua tropa num duelo para ver quem estará no comando de todas as tropas, e aí ocorreu uma guerra entre as tropa Tokugawa e Toyotomi, onde foi realizada no campo de Komaki-Nagakute, mas não se sabe qual clã venceu a guerra, entretanto, Hideyoshi pede a Ieyasu a fazer um tratado de paz, e Ieaysu aceita e resolve fazer sua parceria com Hideyoshi, pois ele acredita que permanecer Hideyoshi vivo, a paz continuaria estável. Os serviços entre as parcerias dos clãs Tokugawa-Toyotomi iniciou numa campanha realizada em 1590, ano que Hideyoshi ordenou seus homens a cercar o território do clã Hojo, o castelo de Odawara, onde os Hojo habitavam. Ieyasu e outros generais foram chamados por Hideyoshi para ajudar a infiltrar e tomar o controle do território dos Hojo, na qual Ujimasa Hojo comandava o território e, depois de tudo isso, a base foi completamente tomada pelas forças de Toyotomi junto com os demais clãs Tokugawa, Uesugi, Date e Shimazu. Dez anos depois, Hideyoshi morre por causas naturais, mas a sua morte não causou a falência do clã Toyotomi, pois tinha apenas um integrante do clã que poderia assumir o controle da família, mas infelizmente, Hideyori Toyotomi, que é filho de Hideyoshi, era muito jovem para administrar as tropas que seu pai comandava, até que seu sucessor, Mitsunari Ishida, resolve liderar as forças de Toyotomi temporariamente, e isso gerou uma revolta com seus colégas do clã, que foram Kiyomasa Kato e Masanori Fukushima. Em 1600, Ieyasu Tokugawa esteve presente no falecimento de seu sócio, mas Ieyasu parecia não se importar com o legado de Hideyoshi, e então, Ieyasu foi desafiado pelo segundo líder indesejado do clã Toyotomi, o ex-sucessor Mitsunari Ishida. A partir de tudo isso, Ieyasu Tokugawa organizou suas tropas e contratou alguns vassalos que saíram do clã Toyotomi, no que incluem Kiyomasa Kato, Masanori Fukushima, Takatora Todo, Nobuyuki Sanada, Tadaoki Hosokawa, Hideaki Kobayakawa e entre outros traidores de Mitsunari. A guerra entre o clã Tokugawa e Toyotomi começou no campo de Sekigahara, e foi uma batalha muito tensa pela perda de aliados que Ieyasu sofria, mas logo ele resolveu intimidar alguns vassalos inimigos no meio da batalha e convencendo-os a se juntarem ao clã Tokugawa, e eles aceitam; Hideaki Kobayakawa foi o último a entrar no time de Ieyasu e dando a esperança de derrubar as forças de Toyotomi e decapitar Mitsunari Ishida. Em 1615, Ieyasu Tokugawa (novo shogun) e seus homens invadem a fortaleza de Osaka, onde foi habitada por guerreiros militares do clã Toyotomi, e assim, Ieyasu desafia o último líder das forças de Toyotomi, Hideyori Toyotomi, mas Ieyasu teve um trabalho difícil de destruir a base inimiga por causa de Yukimura Sanada, o denfensor do clã Toyotmi, e assim, Ieyasu ordena seus subordinados a eliminar Yukimura para evitar que ele impede a execução de Hideyori. Concluindo até aí, Ieyasu tinha realizado seus objetivos com o clã Toyotomi, matando Yukimura Sanada e Hideyori Toyotomi, resultando o novo controle e governo de Ieyasu. Em 1615, Ieyasu morre doente aos 73 anos.

2 Hidetada Tokugawa

Hidetada Tokugawa

Terceiro filho do daimyo de Mikawa e líder do clã Tokugawa, Ieyasu Tokugawa. Após a morte de seu pai, Hidetada assumiu o cargo de shogun para governar o Japão. Sendo filho de Ieyasu, Hidetada se juntou, oficialmente, as forças de Tokugawa em 1593 como militar e, naquela época, o seu pai fazia seus serviços com o Hideyoshi Toyotomi no castelo de Odawara para acabar com as forças de Hojo sucessivamente. Após a morte de Hideyoshi Toyotomi, Hidetada e seu pai fizeram uma campanha para realizar uma batalha contra as forças de Toyotomi, na qual Mitsunari Ishida (sucessor de Hideyoshi) liderava o clã Toyotomi, e isso foi feito no campo de Sekigahara, mas pelo que parece, Hidetada não teria participado da batalha por estar fazendo outro serviço com o mesmo objetivo de acabar com as tropas Toyotomi, só que em outro lugar, no território do clã Sanada; Hidetada e seus subordinados invadiram o território do clã Sanada, mas ele acabou perdendo pela execução dos soldados feitos por Yukimura Sanada e Masayuki Sanada, e então, Hidetada e equipe resolvem deixar o território do inimigo, e foi para o local onde seu pai estava, o campo de Sekigahara. Em 1603, três anos depois da batalha de Sekigahara, Ieyasu foi nomeado como "Shogun", e Hidetada recebeu seu direito como herdeiro de xogunato caso Ieyasu morresse. Em 1615, foi o ano em que Hidetada e seu pai foram para Osaka para confrontar o clã Toyotomi e tomar o poder do governo ao Japão de forma totalizada, pois Ieyasu acredita que Hideyori Toyotomi poderia estragar e ultrapassar o futuro xogunato Tokugawa, e assim, Ieyasu ordenou Hidetada a executar aqueles que se imporem a proteger Hideyori, e os incluídos disso foram Yukimura Sanada, Musashi Miyamoto, Morichika Chosokabe, Takatora Todo, Masanori Fukushima, e outros defensores do clã Toyotomi, e é possível que todos os defensores tinham morrido e Yukimura foi a última esperança de salvar a vida de Hideyori mal-sucedido, pois foi o ultimo a morrer na frente de Ieyasu (ferido), e isso resultou o fim da guerra em Osaka, e Hideyori Toyotomi resolveu se entregar ao clã Tokugawa, e logo se suicidou. Hidetada morre aos 52 anos devido um câncer no estômago.

3 Tadakatsu Honda

Tadakatsu Honda

Conhecido como Guerreiro de Mikawa, foi um dos grandes generais das tropas de Tokugawa e seguidor de seu mestre,Ieyasu Tokugawa. Tadakatsu é considerado o samurai mais forte e mencionado pelos plebeus, pois dizem que ele nunca foi golpeado e ferido pelos inimigos durante uma guerra, só que, na verdade, Tadakatsu é um guerreiro de classe alta que teve a superioridade de derrubar seus concorrentes através de sua armadura de platina resistível à golpes e de sua brutalidade nas batalhas. Se juntou as forças de Tokugawa devido uma recompensa que Ieyasu anunciou ao seu povo, e Tadakatsu começou a se interessar a participar do anúncio de Ieyasu como pretexto de servir como guerreiro das tropas de Tokugawa até a sua aposentadoria. Tadakatsu participou de diversas batalhas como Anegawa, Mikatagahara, Nagashino, Komaki-Nagakute, Odawara, Kuseigawa e Sekigahara. Após a sua última batalha em Sekigahara (1600), Tadakatsu se aposenta em nove anos seguintes durante o xogunato de seu mestre, Ieyasu Tokugawa.

4 Inahime / Komatsuhime

Inahime / Komatsuhime

Também conhecida como Onei, foi uma guerreira que, lealmente, se juntou as forças de Tokugawa através da influência de seu pai, Tadakatsu Honda, ou Ieyasu Tokugawa tinha pedido a seu general que convidasse ela para a facção. Ina, também, é esposa de Nobuyuki Sanada, o irmão mais velho de Yukimura Sanada e filho de Masayuki Sanada, apesar de Ina não ter uma boa relação com o sogro e cunhado por serem parte das tropas opostas de Tokugawa (ou tropas inimigas, como Toyotomi). Ieyasu tinha incentivado Ina a se casar com Nobuyuki e, ambos ficaram morando no castelo de Ueda, lugar onde Masayuki Sanada (sogro) fundou; pouquíssimos anos passados seguintes, Ina recebeu uma mensagem de seu sogro dizendo que quer ver seus netos, e ela respondeu dizendo que não pode aceitar o pedido de Masayuki de ver os netos, mas ele insiste e chamada Yukimura para invadir Ueda, resultando um conflito entre as forças de Tokugawa e Sanada, e Ina teve a possibilidade de impedir que Masayuki e seus subordinados entrassem na porta do castelo. Não se sabe se Ina tinha participado em campos de batalhas militares, mas é de fato que Ina foi uma de seus defensores de Ieyasu Tokugawa, como seu pai, Tadakatsu Hondadefendia os serviços dele.

5 Hanzo Hattori (Vários)

Hanzo Hattori (Vários)

Conhecido como Demônio Hanzo, foi um ninja mais famoso do Japão a quem serviu o clã Tokugawa, a qual Ieyasu Tokugawa fazia orientações com o espião. Se juntou as Forças de Tokugawa para proteger seu mestre (Ieyasu) e ajuda-lo a governar o Japão evitando interferências de concorrentes como o impedimento dos clãs Takeda e Toyotomi. E pra falar a verdade, existiu vários Hanzo's, pois em 1596, foi o ano em que o primeiro Hanzo Hattori tinha morrido, e a sua morte gerou legado e entre família, amigos e fãs criando sua homenagem. Foi então que, em 1596, seus filhos (Masanori Hattori & Masashige Hattori) fizeram uma breve homenagem ao velho Hanzo após a morte; Masanari Hattori era o terceiro Hanzo Hattori que serviu o clã Tokugawa e fez seu primeiro serviço na Batalha de Sekigahara (1600) para defender o clã Tokugawa contra o clã Toyotomi com sucesso e, mais tarde, Masanari fez seu último serviço no Cerco de Osaka, onde ele ajudou Ieyasu Tokugawa a eliminar todos os defensores do clã Toyotomi, porém, Masanari tinha morrido durante a batalha, e deixou esse serviço ao seu irmão mais novo, Masashige Hattori. E Masashige Hattori era o quarto Hanzo Hattori que serviu o clã Tokugawa para fazer o mesmo serviço que seu pai (Hanzo Hattori) fazia em treinos e em batalhas, e assim, Masashige começou a fazer seus serviços ao clã Tokugawa no campo de Sekigahara com objetivo de derrotar as forças de Toyotomi e cumpriu sua tarefa. Após a morte de seu irmão mais velho (Masanari Hattori), Masashige resolve suceder o serviço do irmão de forma homenagem, ele também usou o legado de Hanzo Hattori no Cerco de Osaka (1619) ajudando as tropas de Ieyasu Tokugawa e eliminando com as tropas de Hideyori Toyotomi.

6 Naomasa Ii

Naomasa Ii

Foi um dos generais que serviu as forças de Tokuguwa, e era filho adotivo e sucessor de Naotora Li. Após a morte de sua mãe adotiva, Naomasa se juntou as forças de Tokugawa e fez sua primeira participação no campo de Komaki-Nagakute, local onde aconteceu a guerra entre os clãs Tokugawa e Toyotomi, e não se sabe qual dos clãs venceram naquele campo, e Hideyoshi Toyotomi estava vivo durante a estreia de Naomasa. Ele só tinha realizado três batalhas nos campos de Komaki-Nagakute, Odawara e Sekigahara ao lado de seus companheiros do clã Tokugawa, incluindo seu parceiro, Tadakatsu Honda. Naomasa Li foi considerado como um dos Quatro Guardiões de Tokugawa, e seu último trabalho foi feito na Batalha de Sekigahara (1600), onde ele foi gravemente ferido através dos ataques dos militares de Toyotomi; Naomasa Li morreu aos 41 anos devido seus ferimentos.

7 Naotora Ii

Naotora Ii

Mãe adotiva de Naomasa Ii e ex-integrante do clã Imagawa, a quem se juntou as forças de Tokugawa devido as ameaças que ela e seu clã Ii recebia do clã Imagawa, e assim, Naotora se aliou a Ieyasu para ajuda-lo a conquistar outros clãs, que era o primeiro objetivo dela. Diferente de outros samurais e militares, Naotora foi uma mulher que não gostava de participar em batalhas com violência e sangue, graças aos ensinamentos de sacerdotismo, pois Naotora já foi uma sacerdotisa (freira) aos 10 anos. Em 1982, Naotora Ii morre por doença, e a sua morte gerou o legado e foi sucedida uma nova história à seu filho adotivo, Naomasa Ii.

8 Nobuyuki Sanada

Nobuyuki Sanada

Filho do chefe do clã Sanada (Masayuki Sanada), irmão mais velho de Yukimura Sanada e esposo de Inahime. Se juntou as forças de Tokugawa pois ele acredita que Ieyasu seria o homem que traria a paz ao Japão, e assim, Nobuyuki resolveu desertar o clã Sanada por serem contra ao xogunato Tokugawa. Mesmo ter saído do clã Sanada para o clã Tokugawa, Nobuyuki continuava protegendo sua família, apesar dele se casar com a filha de Tadakatsu Honda, a Inahime, pois sobre o casamento, Ieyasu foi quem teve a ideia de Nobuyuki se casar com Ina. Sua primeira batalha ocorreu na sua fortaleza (castelo de Ueda), o local que era habitada pelo clã Sanada, e Nobuyuki enfrentou Ieyasu Tokugawa em 1585, porém naquele ano, Nobuyuki não tinha se juntado ao clã Tokugawa porque ele iniciou sua aliança em 1600, ano em que ocorreu a Batalha em Sekigahara. Após a vitória do clã Tokugawa contra o clã Toyotomi em Sekigahara, o território de Masayuki foi tomado pelo filho, e Yukimura, junto com o pai, foram exilados em Koya (província de Kii), enquanto Nobuyuki começou a assumir o controle da fortaleza Ueda até 1622. No Cerco de Osaka (1614), Nobuyuki não foi listado como um dos homens de Tokugawa a participarem da batalha contra as forças de Toyotomi, mas Nobuyuki não podia dispensar seu irmão mais novo (Yukimura Sanada) a defender Osaka das mãos de Ieyasu, e assim, Yukimura acaba morrendo na batalha, resultando a vitória do clã Tokugawa e o suicídio de Hideyori Toyotomi. Nobuyuki morreu aos 92 anos.

9 Masamune Date

Masamune Date

Era chefe e líder das tropas de Date. Se juntou as forças de Tokugawa devido os conselhos de Kojuro Katakura, que era o seu general das forças de Date e braço-direito. Masamune conheceu Ieyasu Tokugawa pessoalmente no castelo de Odawara (1590), onde Hideyoshi Toyotomi ordenou todos os senhores feudais a cercarem Odawara e eliminar o clã Hojo com sucesso, apesar de Masamune e aliados não gostarem do Toyotomi. Sendo membro do clã Tokugawa, Masamune e seu tio (Yoshiaki Mogami) fizeram um serviço no Cerco de Hasedo (1600) para confrontar as forças de Uesugi, que estava sendo liderado por Kanetsugu Naoe junto com Keiji Maeda, enquanto Ieyasu estava em Sekigahara enfrentando Mitsunari Ishida. A guerra em Hasedo tinha acabado na hora que um soldado deu anuncio aos guerreiros que as forças de Tokugawa ganharam na Batalha de Sekigahara e Mitsunari Ishida morreu, resultando a retirada das forças de Uesugi e a vitória das forças de Date-Mogami em Hasedo. Seu último serviço com os Tokugawa foi na cidade de Osaka, onde Ieyasu e sua tropa fez o Cerco de Osaka (1614), derrubando todos os defensores do clã Toyotomi, incluindo Yukimura Sanada que morreu na batalha. Após a morte de seu chefe (Ieyasu Tokugawa), Masamune começou a trabalhar em exportações de comércios estrangeiros e libertou alguns missionários cristãos que foram banidos pelo Ieyasu Tokugawa, pois durante o xogunato, ele tinha banido o cristianismo, prendendo alguns missionários, incluindo o Padre Luiz Soleto da Espanha.

10 Kanetsugu Naoe

Kanetsugu Naoe

Um guerreiro nobre que serviu o clã Uesugi, que era liderado por Kenshin Uesugi, Kanetsugu tinha se juntado com as forças de Tokugawa após a morte de Mitsunari Ishida em Sekigahara (1600), e deixando de lado a sua amizade com Yukimura Sanada e a saída do clã Toyotomi. Ele tinha começado seus serviços com as forças Tokugawa apenas no Cerco de Osaka (1614) e confrontou Yukimura Sanada na batalha. Após o fim do cerco de Osaka, Kanetsugu se aposenta das batalhas e, mais tarde, morre aos 61 anos.

Compartilhar

clock facebook twitter whatsapp search x home profile pencil logout quiz list test user star