Criar Quiz
Criar Quiz
Qual dos garotos do BTS seria seu Anpanman? (RPG)

Qual dos garotos do BTS seria seu Anpanman? (RPG)

https://images.app.goo.gl/m9Thome9nqnT3z5N9

Tags : bts rpg K-Pop BTS

Venha descobrir qual dos garotos do BTS te salvaria de acordo com suas escolhas.

Esse é meu primeiro quiz, espero que gostem.

Iniciar o Quiz
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6

Você acorda cedo para ir para a faculdade. Depois de fazer as higienes matinais, que roupa você escolheria para vestir?

  • Essa
    Essa
  • Essa
    Essa
  • Essa
    Essa
  • Essa
    Essa
  • Essa
    Essa
  • Essa
    Essa
  • Essa
    Essa

Ao chegar na faculdade, você olha para o seu relógio e vê que está atrasada. O que você resolve fazer?

  • Corro para a minha sala e assim, vou para a minha cadeira chamando a atenção de todos, não é óbvio!?
  • Vou andando tranquilamente até minha sala, afinal, já estou atrasada mesmo!
  • Resolvo ir imediatamente para a diretoria, já que não posso atrapalhar a aula, e pode ser que talvez o diretor me libere.
  • Mato aula, é claro!
  • Ai. Sei lá o que eu faço! Vou me ferrar de qualquer jeito mesmo! Na hora eu decido.
  • Corro até minha sala, mas ao chegar, bato na porta e peço desculpas a professora. Talvez ela me deixe entrar!
  • Vou até minha sala, e pela janela, fazendo gestos, peço para algum amigo meu avisar que cheguei atrasada, pois sou muito envergonhada para atrapalhar a aula assim.

De qualquer maneira, o que você resolveu fazer não deu certo,
e acabou te levando para a sala do diretor. Você ficou uma aula inteira lá. Você perdeu aula em que tipo de faculdade?

  • De direito!
  • De fotografia!
  • De artes visuais!
  • De dança!
  • De teatro!
  • De música!
  • De gastronomia!

O resto da manhã foi normal. Ao acabar as aulas você vai para o seu carro, mas percebe que seu pneu está furado. O que você faz?

  • Chamar um Uber, é claro!
  • Ligo para meus pais para avisá-los que chegarei um pouco mais tarde em casa, e irei atrás de enchedor de pneus no posto de gasolina mais próximo.
  • Ligo para meus pais para pedir que venham me buscar.
  • Vou de ônibus, assim economizo mais dinheiro.
  • Nada! Apenas espero algo me acontecer.
  • Peço ajuda a alguém!
  • Chamo os bombeiros! Afinal, tem uns que são uns gatinhos.

Infelizmente, antes que pudesse fazer algo, você escuta o som de um tiroteio vindo de dentro de um lojinha atrás de sua posição. Mas antes que desse tempo de correr, uma mão apontou uma arma para eu pescoço, ameaçando te matar se não o policial que estava em sua frente o deixasse fugir. Como você reage a isso?

  • Começo a chorar desesperadamente, olhando para o policial em minha frente.
  • Fico inquieta.
  • Começo a implorar para que ele me deixe em paz.
  • Fico quietinha, esperando o policial responder, mas morrendo de medo por dentro.

O policial era novato e estava tremendo de medo, mal conseguia falar, por isso o criminoso, impaciente, resolveu atirar de uma vez. Você fecha os olhos tentando imaginar o que acontecerá após sua morte, até que algo inesperado acontece.

  • VAI LOGOOO
  • ;-;
Park Chimmy Refazer

Park Chimmy

Um garoto que estava passando, com sacolas de ingredientes para bolinho de arroz nos braços, ao ver a situação, deixa as sacolas caírem no chão e grita por impulso:

— NÃO! NÃO FAÇA ISSO! — gritou, e quando percebeu o que tinha feito, ficou vermelho de medo e de vergonha — Err. Por favor... Não faz isso... — disse olhando para o chão.

O criminoso, distraído com o garoto, não percebeu que outro policial estava atrás dele com uma tábua, e assim, bateu em sua cabeça com ela. Ao você ver o que acabara de acontecer, abraçou o policial, agradecida, e depois correu em direção ao garoto.

— OBRIGADA! MUITO OBRIGADA! — gritou, enquanto ia desesperada para seus braços, chorando de felicidade.

— Er... De nada. É que minha mãe morreu desse jeito. E eu não pude fazer nada. Não queria que acontecesse o mesmo dessa vez... — contou, envergonhado e sem jeito, enquanto enxugava as suas lágrimas.

— Sinto muito por ela... Tenho certeza que ela está orgulhosa de você... — falou, depositando um beijo na bochecha do menino, o deixando mais corado. — S/N! — cumprimentou, esticando a mão para ele, enquanto sorria.

— Prazer S/N, sou Jimin! — respondeu o garoto, devolvendo o sorriso e apertando sua mão.

Compartilhar

Kim RJ Refazer

Kim RJ

— Deixe-a em paz! Você veio roubar! Não matar! Aqui, pode pegar o que quiser da minha loja! — gritou um confeiteiro novo, que saia de uma confeitaria.

Surpreendentemente, o ladrão saiu correndo para a loja, pegando todo o dinheiro do caixa e roubando a comida de lá. Provavelmente, essa confeitaria deve ser muito famosa!
O ladrão fugiu correndo, mas não foi muito longe, pois policiais escondidos o cercaram.

— Você está bem? — perguntou o confeiteiro que havia falado com o ladrão.

— Estou sim, graças a você! Muito obrigada, pelo o que fez...

— Não tem de que! Vidas são com certeza mais importantes que dinheiro! Aliás, que tal sairmos daqui e irmos dar uma caminhada? Não gosto de ficar perto de policiais!

— Claro! Vamos sim! Ah, espera! Seu rosto, está sujo aqui! — disse você, passando os dedos na bochecha dele, a limpando. — Pronto!

Quando você tirou a mão de seu rosto, ele colocou suas mãos em volta do pescoço dele, e te puxou para um beijo. Os sentimentos que estavam se misturando nele, eram indescritíveis. Cada emoção, cada detalhe, deixava vocês beijando cada vez mais apaixonados.

— Bom... Qual é o seu nome, garota do beijo? — perguntou ele, corado.

— S/N! E o seu? Como você se chama, garoto do beijo? — perguntou você, corada.

— Seokjin!

— É um prazer, Jin! — disse você sorrindo, e ele devolveu com outro. Ele pegou na sua mão e vocês começaram a caminhar e conversar.

Compartilhar

Kim Koya Refazer

Kim Koya

— Ops! Foi mal!

Um garoto que passava por lá com livros nas mãos, pediu desculpas por "derrubá-los" em cima do ladrão, o fazendo cair.
Ele rapidamente pegou a sua mão, e saiu correndo te levando para trás de um carro, e pedindo para ficar abaixada.

— Pronto! Acho que agora você está segura! — falou o mesmo. — Você está bem?

— Estou sim! Muito obrigada! Por tudo! — respondeu, endireitando o óculos dele, que estava torto.

Você percebeu que o mesmo corou, quando você chegou perto, então resolveu provocá-lo.

— O que foi? — perguntou, sorrindo.

— Nada não...

— Hum...

Você, agiu sem pensar e o agarrou para um beijo. Durante o beijo, o menino ficou mais vermelho do que a própria cor, e por isso, você começou a dar sorrisinho durante o beijo fofo.

— E agora? O que foi? — perguntou novamente você.

— Você é tão linda... — respondeu ele, perdendo a timidez e passando a mão em seu cabelo, a puxando para outro beijo. — Mas nós não nos conhecemos direito...

— Sou S/N! E você?

— Namjoon!

— E agora, Nam? Agora nos conhecemos o suficiente? — perguntou você, dando um sorriso tímido, que foi respondido pelo mesmo.

Compartilhar

Jeon Cooky Refazer

Jeon Cooky

— Ei! Chun! Você não precisa fazer isso! Ela não teve nada haver! — gritou uma voz desconhecida.

— Cala a boca JungKook! Eu já a ameacei! Se eu deixá-la ir embora, nossa pena vai ser maior! — responde o homem que apontava a arma para você.

— Eu não ligo se vamos ficar mais tempo na prisão! Eu só não quero morte! Somos ladrões, não assassinos! — diz JungKook, chegando mais perto aos poucos.

Aparetemente, o ladrão refletiu sobre o que o tal JungKook afirmou, mas ainda a arma estava apontada em sua direção.

— Vai dar tudo certo! Eu juro! — promete o garoto, pegando lentamente a arma da mão do homem, ou como Kook disse, "Chun".

Assim que JungKook pegou a arma, policiais apareceram atrás dele e de Chun, prendendo-os por trás.
Antes que levassem-os embora, você pediu que os deixassem falar com o garoto que salvou sua vida.

— Eu vim te agradecer, pelo o que você fez... Muito obrigada! Foi muito gentil da sua parte! — disse envergonhada ao ver o quanto o menino é bonito.

— De nada! Ainda bem que tudo deu certo... — respondeu JungKook, meio triste.

— Do meu lado sim, mas e do seu? Vai ser preso por quanto tempo?

— Bem, eu só furtei, mas como Chun era meu amigo, eu ficarei na cadeia por 3 anos e uma multa, já ele, por 6 anos e uma multa.

— Hum... Desculpa a pergunta, mas por que você rouba?

— Pelos clássicos motivos, ajudar a família ter comida em casa, pagar minha faculdade, etc... Eu não consegui trabalho em lugar nenhum, então essa era a minha única opção...

— Eu pago!

— Que? Como assim?

— Eu pago sua faculdade, sua multa e levo comida a sua casa! Mas só se você me prometer que nunca mais vai furtar ou roubar! — disse, pegando nas mãos acorrentadas dele, em suas costas. Sim, você praticamente o abraçou.

— Sério!? MUITO OBRIGADA MESMO.... ! — grita Kook chegando ainda mais perto do que já estavam, a fazendo abraçá-lo mais forte do que já estava.

— S/N! Meu nome é S/N!

— Obrigada, S/N!

Surpreendentemente, ele te deu um selinho, e você ficou híper corada.

— Mas eu só aceito, se você for me visitar sempre que puder! — condicionou, olhando profundamente em seus olhos.

— Fechado! — concordou você, dando outro beijo, respondendo o dele, mas dessa vez, era um beijo de verdade.

Compartilhar

Kim Tata Refazer

Kim Tata

Você ouviu o barulho do tiro, mas não sentiu nada, então estranhou e resolveu abrir os olhos. Ao fazer isso, você viu um garoto jogado no chão, na sua frente, aparentemente ele tinha levado o tiro que você iria receber. Por incrível que parecesse, o criminoso também estava no chão, sangrando, provavelmente baleado por um policial, mas você não ligou, pois começou a chorar, pelo menino que ´´perdeu´´ a vida ao invés ti.

— Eu sinto muitíssimo... — sussurrou, chorando horrores, sentada no chão e com a cabeça do rapaz em seus braços, enquanto acariciava seus cabelos.

— Suas lágrimas tão molhando meu rosto! — reclamou o rapaz abrindo os olhos, e sentado ao seu lado, enquanto limpava a tua face molhada com as suas lágrimas.

— C-como assim? Eu a-achava que você tinha m-morrido. — disse você limpando suas lágrimas.

— Bem, é uma longa históri... — antes que o menino terminasse a frase, você o interrompeu.

— Fecha essa matraca um pouco, por favor. Olha, eu não sei o que vou fazer agora, então me desculpa se você não gostar. Tá?

Você concentrou toda a sua atenção em seus lábios. Eram tão vermelhos quanto o sangue e pareciam exprimir muito desejo. Então, se entregou ao momento e deixou esse sentimento crescer em você. Foi quando seus lábios com toque de veludo escorregaram nos dele. Você sentiu um suave toque em suas mãos, os dedos dele percorreram elas e as entrelaçaram, então um leve aperto em suas mãos a fez sentir segurança. Todas as emoções mais fortes que possam existir estavam concentradas em vocês.

— Uau! — falou ele, surpreso, após o beijo. E só para matar a vontade, te beijou de novo.

— Isso foi pelo o que você fez por mim... — respondeu você, envergonhada e vermelha.

— Taehyung! Meu nome é Taehyung! E o seu...? — perguntou, corado com o que acabara de acontecer.

— O meu é S/N! Agora você pode me contar, como você me salvou.

— Resumidamente eu sou a prova de balas! Essa loja do lado da que foi assaltada é uma loja proibida de armas, e eu tive que entrar nela, por conta de um desafio, até que vi o que estava acontecendo aqui fora, então resolvi comprar um colete a prova de balas e me jogar na sua frente. Não podia deixar uma donzela em perigo continuar em perigo...

— Muito obrigada! — agradeceu novamente, desta vez dando um forte abraço em Tae.

Compartilhar

Min Shooky Refazer

Min Shooky

— Isso é proibido! — falou alto uma voz desconhecida.

— O que? O que é proibido? — perguntou o criminoso, tentando encontrar o dono da voz em meio a situação.

— Matar! Matar pessoas sem autorização é proibido! — falou novamente a voz.

— Ah é!? Se você quer dá queixa, por que não para de se esconder e não vem falar isso na minha frente!?

— Posso não estar na sua frente, mas estou atrás de você!

— O qu. — quando o criminoso se virou, antes de pudesse falar alguma coisa, o desconhecido deu um murro em seu queixo, quebrando sua mandíbula e o fazendo gemer de dor.

Sem forças para fazer algo, o criminoso foi cercado com uma multidão de policiais que resolveram aparecer neste momento. O rapaz que te salvou já estava indo embora, até que você segurou o braço dele, o fazendo se virar e te olhar profundamente nos olhos por alguns segundos.

— é... O q-que você acabou de f-fazer, foi incrível! M-muito obrigada m-mesmo! — agradeceu você, gaguejando e tremendo, ainda se recuperando do que havia acontecido.

— Hum. De nada... Sou um garoto problemático... Então não se meta comigo. — respondeu frio, soltando sua mão de seu braço, e indo embora.

— Ei! — você gritou e ele te olhou mais uma vez. — Ser um garoto problemático, em algumas situações, pode ser algo bom, como agora. — disse, sorrindo, e ele devolveu com outro.

— Qual é o seu nome, garota?

— S/N...

— Prazer em te conhecer, S/N. — falou, sorrindo docemente. Nem parecia o mesmo garoto de alguns segundos atrás. — Me chamo Yoongi!

— Também é muito bom te conhecer, Yoongi. — falou você, fazendo reverência.

Ao fazer a reverência, você notou machucados roxos na mão em que Yoongi usou para bater no criminoso.

— Ei! Vem que eu te levo para minha casa, para tratarmos esses ferimentos! — disse você, e ele respondeu com um sorriso.

Compartilhar

Jung Mang Refazer

Jung Mang

— Isso é perigoso! — gritou uma garoto que estava parado a nossa frente.

— O que? — perguntou o ladrão.

— Essa arma! Ela é perigosa! Você pode matar alguém com isso! Cuidado!

— E você acha que eu não sei disso?

— Acho, porque se você fosse um ladrão experiente, saberia que eu sou apenas uma distração para os policiais te pegarem!

— O que voc... — antes que o ladrão pudesse terminar a frase, uma multidão de policiais o pegaram por trás e colocaram algemas nele.

Você, surpresa com o que acabara de acontecer, correu até o garoto, que também vinha em sua direção.

— Você está be... — você cortou sua frase, o abraçando.

— Sim, graças a você! — sussurrou, o abraçando mais forte.

Pelo visto, ele não esperava esse abraço, pois ficou vermelhissimo.

— Ei! Calma! Só foi um abraço! — falou você, rindo enquanto saía dos braços do mesmo.

— É q-que... Eu... Faz tempo que nenhuma garota me abraça!

— E por quê? Um cara lindo como você deve ter muitas pretendentes... Senhor...

— Hoseok!

— Senhor, Hobi!

— Bem, não é bem assim! Na verdade, eu que não deixo me abraçarem, senhorita...

— S/N!

— Senhorita S/N! Ah, e por favor! Não me chame de Hobi! Minha Ex Namorada me chamava assim... — contou, triste.

— E o que aconteceu com ela?

— Ela... — ele respirou fundo. — Me traiu!

Um sentimento triste veio no calor de sua barriga... Pena, talvez?

— Ah, eu sinto muito! Ela não te merecia! Alguém tão bom como você, não deveria ser vítima de traição... — falou, se aproximando dele e tocando em seu rosto. — Se eu fosse sua namorada, pode ter certeza que eu seria só sua, e você, só meu!

Ao terminar a frase, você puxou a gola da camisa dele, lhe dando um beijo apaixonado. Amor a primeira vista...? Acho que sim! Só sei que foi um beijo cheio de emoções e muito carinhoso.

— Então, eu adoraria que você fosse! — respondeu ele, sorrindo avermelhado e envergonhado.

Compartilhar

Calculando Resultado
clock image redo facebook twitter whatsapp search x home profile pencil logout quiz list test user star