Você é bom em morfossintaxe e período composto por subordinação?

Você é bom em morfossintaxe e período composto por subordinação?
Calendar
Quiz de português. Assuntos: morfossintaxe e período composto por subordinação (orações subordinadas substantivas). 
Publicidade

1. Faça a análise morfológica da seguinte frase: Ontem, a Ana comprou um livro novo.

Ontem- adjetivo / a- artigo / Ana- substantivo / comprou- conjunção / um- artigo / livro- substantivo / novo- adjetivo.
Ontem- advérbio / a- artigo / Ana- substantivo / comprou- verbo / um- artigo / livro- substantivo / novo- adjetivo.
Ontem- adjetivo / a- preposição / Ana- pronome / comprou- verbo / um- numeral / livro- substantivo / novo- adjetivo.
Ontem- advérbio / a- preposição / Ana- pronome / comprou- verbo / um- numeral / livro- substantivo / novo- advérbio (modo).
Publicidade

2. Faça a análise sintática da seguinte frase: Ontem, a Ana comprou um livro novo.

Sujeito simples: A Ana, N.S- A Ana / predicado verbal: comprou um livro novo, N.P- comprou um / V. Transitivo direto- comprou (o quê?), objeto direto: um livro novo / adjunto adverbial: ontem, novo / adjunto adnominal: a, um, novo
Sujeito simples: Ana, N.S- A Ana / predicado nominal: comprou um livro novo, N.P- livro novo / verbo de ligação: um / predicativo do sujeito: novo / adjunto adverbial: ontem / adjunto adnominal: novo.
Sujeito simples: A Ana, N.S- Ana / predicado verbal: comprou um livro novo, N.P- comprou / V. Transitivo direto- comprou, objeto direto: um livro novo / adjunto adverbial: ontem / adjunto adnominal: a, um, novo.
Sujeito simples: A Ana, N.S- Ana / predicado verbal: comprou um livro novo, N.P- comprou / V. Transitivo indireto- comprou, objeto indireto: um livro novo / adjunto adverbial: ontem / adjunto adnominal: a, novo.
Sujeito composto: A Ana, N.S- Ana / predicado verbo-nominal: comprou um livro novo, N.P- comprou, novo / V. Transitivo direto- comprou, objeto direto: um livro / adjunto adverbial: ontem, novo (intensidade) / adjunto adnominal: a, um.

3. Classifique as classes morfológica da seguinte frase: O povo recebeu a notícia muito irritado.

O- Artigo / povo- pronome. / recebeu- verbo / a- art. / notícia- subs. / muito- adjetivo. / irritado- adj.
O- Artigo / povo- subs. / recebeu- verbo / a- art. / notícia- subs. / muito- adv. / irritado- adj.
O- artigo / povo- pronome / recebeu- verbo /a- preposição / notícia- subs. / muito irritado- locução adverbial.
O- preposição / povo- subs. / recebeu- verbo / a- art. / notícia- subs. / muito- adv. / irritado- adj.
O- Preposição / povo- subs. / recebeu- advérbio / a- art. / notícia- adjetivo. / muito- adj. / irritado- adv.
Publicidade

4. Indique a alternativa correta. Das seguintes frases: I. Maria e João estão cansados. II. Ela tem medo de altura.

Cansados é advérbio e predicativo do sujeito. / de altura é objeto indireto.
Cansados é advérbio e predicativo do sujeito. / de altura é preposição e substantivo.
Cansados é adjetivo e predicativo do sujeito. / de altura é complemento nominal.
Cansados é adjetivo e objeto direto. / de altura é complemento nominal.
Cansados é adjetivo e predicativo do sujeito. / de altura é preposição e substantivo.

5. Faça a análise morfossintática da oração: Cozinha como ninguém!

Análise Morfológica: cozinha- verbo / como- conjunção / ninguém- pronome. Análise Sintática: S.Desinencial, N.S- (Ele/Ela) / Cozinha- V.I / como ninguém- Locução adverbial.
Análise Morfológica: cozinha- verbo / como- preposição. / ninguém- pronome. Análise Sintática: S.Desinencial (Ele/Ela), N.S- (Ela/Ela) / Cozinha- V.I / como ninguém- locução adverbial.
Análise Morfológica: cozinha- verbo / como- preposição / ninguém- substantivo. Análise Sintática: S. desinencial (Ele/Ela), N.S- desinencial (Ele/Ela) / Cozinha- V.D, Obj, D- como ninguém.
Análise Morfológica: cozinha- verbo / como- conjunção / ninguém- pronome. Análise Sintática: S.Desinencial (Ele/Ela), N.S- (Ele/Ela) / Cozinha- V.I / como ninguém- adj. Adv.
Publicidade

6. (UFV-MG) As orações subordinadas substantivas que aparecem nos períodos abaixo são todas subjetivas, exceto:

Perguntou-se ao diretor quando seríamos recebidos.
Ignoras quanto custou meu relógio?
Decidiu-se que o petróleo subiria de preço.
É muito bom que o homem, vez por outra, reflita sobre sua vida.
Convinha-nos que você estivesse presente à reunião.

7. (FMU) Em: Tinha grande amor à humanidade / As ruas foram lavadas pela chuva / Ele é rico em virtudes. Os termos destacados são, respectivamente:

Complemento nominal, agente da passiva, complemento nominal.
Objeto indireto, complemento nominal, agente da passiva.
Objeto indireto, agente da passiva, objeto indireto.
Complemento nominal, complemento nominal, complemento nominal.
Complemento nominal, objeto indireto, complemento nominal.
Publicidade

8. (UEL-PR) "Ninguém mais acreditava que ainda houvesse meios de salvá-lo." Há, no período acima:

Uma oração principal e uma subordinada.
Uma oração subordinada reduzida.
Três orações subordinadas.
Uma oração subordinada subjetiva.
Uma oração subordinada objetiva indireta.

9. Classifique as seguintes orações substantivas: I. É preciso que cada um assuma suas responsabilidades. II. A dúvida era se seriam necessários mais ajudantes. III. Tenho a sensação de que isso é mentira. IV. A professora insistiu muito em que os alunos tivessem aulas de recuperação. V. A terra era povoada de selvagens. VI. Ele só disse uma coisa: que respeito é bom e ele gosta. VII. Rodrigo não sabe se poderá votar nas eleições.

Agente da passiva / completiva nominal / objetiva indireta / predicativa / subjetiva / apositiva / objetiva. direta
Predicativa / subjetiva / objetiva indireta / agente da passiva / completiva nominal / apositiva / objetiva direta.
Subjetiva / predicativa / completiva nominal / objetiva indireta / agente da passiva / apositiva / objetiva direta.
Subjetiva / completiva nominal / objetiva direta / predicativa / apositiva / objetiva indireta.
Apositiva / objetiva indireta / predicativa / completiva nominal / agente da passiva / objetiva direta / subjetiva.
Publicidade

10. Classifique as orações substantivas. I. A verdade é que ele sempre foi mentiroso. II. Tenho a sensação de que isso é mentira. III. É fundamental que todos venham à inauguração.

I. “que ele sempre foi mentiroso” - oração subordinada substantiva Completiva nominal; II. “de que isso é mentira” - oração subordinada substantiva agente da passiva; III. “que todos venham à inauguração” - oração subordinada substantiva Objetiva direta.
I. “que ele sempre foi mentiroso” - oração subordinada substantiva predicativa; II. “de que isso é mentira” - oração subordinada substantiva completiva nominal. III. “que todos venham à inauguração” - oração subordinada substantiva subjetiva.
I. “que ele sempre foi mentiroso” - oração subordinada substantiva objetiva indireta; II. “de que isso é mentira” - oração subordinada substantiva completiva nominal; III. “que todos venham à inauguração” - oração subordinada substantiva subjetiva.
I. “que ele sempre foi mentiroso” - oração subordinada substantiva subjetiva; II. “de que isso é mentira” - oração subordinada substantiva Objetiva indireta; III. “que todos venham à inauguração” - oração subordinada substantiva predicativa.
I. “que ele sempre foi mentiroso” - oração subordinada substantiva Completiva nominal; II. “de que isso é mentira” - oração subordinada substantiva predicativa; III. “que todos venham à inauguração” - oração subordinada substantiva apositiva.
Publicidade
ComentáriosÚltima atualização: -
Clique aqui e seja o primeiro a comentar!

Você vai gostar também

Carregando...