Criar Quiz
Criar Quiz
Publicidade
RPG - A invocadora de corvos [4]

RPG - A invocadora de corvos [4]

Tags : Garota dark CORVOS Poderes Quiz RPG

*Não esqueçam de dar uma olhada na minha webfic da história versão Zander: O invocador de corujas! ;)

Iniciar o Quiz
Incorporar
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • Ad

Naquele dia a menina o acompanhava enquanto o garoto fazia outros bens. No vilarejo tinha muito velho, por isso não faltava gente precisando de ajuda, mesmo assim ninguém, muito menos Kira, se importavam em ajudá-los, até chegar Zander.

ZANDER- Então...Aqui tem alguma lanchonete?

KIRA- *Tem um bar, mas eu acho que é irrelevante* Não. Se tivesse iria falir.

ZANDER- Ah...O que você acha de ir jantar lá em casa hoje?

Ela o olha confusa. Ele sorri sem jeito.

KIRA- *Ele está tentando ser gentil? O que ele está fazendo com essa pergunta? Calma, haja naturalmente.* Se for você que for cozinhar, eu vou me servir! Pra garantir que seja bem pouco e evitar jogar comida fora.

Ele sorri satisfeito e ela também. Naquele dia a menina o acompanhava enquanto o garoto fazia outros bens. No vilarejo tinha muito velho, por isso não faltava gente precisando de ajuda, mesmo assim ninguém, muito menos Kira, se importavam em ajudá-los, até chegar Zander.

ZANDER- Então...Aqui tem alguma lanchonete?

KIRA- *Tem um bar, mas eu acho que é irrelevante* Não. Se tivesse iria falir.

ZANDER- Ah...O que você acha de ir jantar lá em casa hoje?

Ela o olha confusa. Ele sorri sem jeito.

KIRA- *Ele está tentando ser gentil? O que ele está fazendo com essa pergunta? Calma, haja naturalmente.* Se for você que for cozinhar, eu vou me servir! Pra garantir que seja bem pouco e evitar jogar comida fora.

Ele sorri satisfeito e ela também.

  • ~17:10~
  • ~18:10~

Os jovens não marcaram o horário, mas já deve ser hora de se vestir. Kira abre o guarda-roupa, dessa vez escolhendo algo. A primeira roupa: muito largada. A segunda: muito vestida. Que tal...essa? Os jovens não marcaram o horário, mas já deve ser hora de se vestir. Kira abre o guarda-roupa, dessa vez escolhendo algo. A primeira roupa: muito largada. A segunda: muito vestida. Que tal...essa?

  • *calça como as anteriores*
    *calça como as anteriores*

Ela coloca uma toca preta e a mesma bota de sempre.

JESABEL(MÃE)- Vai sair?

KIRA- *Não devo satisfações a ela* Vou.

JESABEL(MÃE)- Não vai fazer merda em.

A garota suspira antes de sair, mas a questão é: Pra onde ir? Ela nem sequer perguntou onde fica a casa do menino. Parada em frente a porta ela se assusta ao ver uma coruja se aproximar do nada.

KIRA*Ai que susto! Espera...coruja...Zander. O que será que eu devo fazer? Segui-la? É pode ser* E aí...onde fica a casa dele?

A coruja voa pra longe, não muito alto nem muito rápido. A garota a acompanha, até que elas vão se aproximando de uma casa (a da imagem), que ela imaginou ser a de Zander, já que antes estava abandonada.

TOC TOC

ZANDER- Oi!

Ele abriu rápido. Parece que veio correndo.

KIRA- Oi.

O menino a olha enquanto a garota desvia o olhar fingindo olhar a fachada da casa. A vontade de mandá-lo parar era grande, mas saber que ele poderia ter gostado de como ela estava vestida superava.

ZANDER- Ah! Entra!

Ele abre espaço e ela entra com os braços pra trás.

HOMEM- Ah, olá! Boa noite!

Um homem com um largo sorriso sai da cozinha em direção a convidada. Provavelmente o pai de Zander. Ele estende a mão e Kira a aperta como forma de educação, mesmo que ela não estivesse acostumada a fazer isso, nem quisesse ficar com as mãos com cheiro de alho.

CARLOS- Eu sou Carlos! Pai de Zander! É um prazer!

KIRA- *Ele é bem, bem, bem educado* Oi. Kira!

Algo que a menina logo percebeu é que o homem não tem muito a ver com o filho. Como ele era? Ela coloca uma toca preta e a mesma bota de sempre.

JESABEL(MÃE)- Vai sair?

KIRA- *Não devo satisfações a ela* Vou.

JESABEL(MÃE)- Não vai fazer merda em.

A garota suspira antes de sair, mas a questão é: Pra onde ir? Ela nem sequer perguntou onde fica a casa do menino. Parada em frente a porta ela se assusta ao ver uma coruja se aproximar do nada.

KIRA*Ai que susto! Espera...coruja...Zander. O que será que eu devo fazer? Segui-la? É pode ser* E aí...onde fica a casa dele?

A coruja voa pra longe, não muito alto nem muito rápido. A garota a acompanha, até que elas vão se aproximando de uma casa (a da imagem), que ela imaginou ser a de Zander, já que antes estava abandonada.

TOC TOC

ZANDER- Oi!

Ele abriu rápido. Parece que veio correndo.

KIRA- Oi.

O menino a olha enquanto a garota desvia o olhar fingindo olhar a fachada da casa. A vontade de mandá-lo parar era grande, mas saber que ele poderia ter gostado de como ela estava vestida superava.

ZANDER- Ah! Entra!

Ele abre espaço e ela entra com os braços pra trás.

HOMEM- Ah, olá! Boa noite!

Um homem com um largo sorriso sai da cozinha em direção a convidada. Provavelmente o pai de Zander. Ele estende a mão e Kira a aperta como forma de educação, mesmo que ela não estivesse acostumada a fazer isso, nem quisesse ficar com as mãos com cheiro de alho.

CARLOS- Eu sou Carlos! Pai de Zander! É um prazer!

KIRA- *Ele é bem, bem, bem educado* Oi. Kira!

Algo que a menina logo percebeu é que o homem não tem muito a ver com o filho. Como ele era?

CARLOS- Zander pode te mostrar a casa enquanto eu termino de arrumar a mesa!

ZANDER- Ah...tá.

Kira não entendeu porque que ele precisaria mostrar a casa, ela não estava comprando nem nada, e então imaginou que talvez fosse coisa de gente educada.

ZANDER- Bom...Não tem muito o que mostrar da casa kk Mas você quer ver meu quarto?

KIRA- *Na verdade não precisa, mas eu acho que seria mais estranho se eu dissesse não.* Tá.

Os dois sobem e ele abre a porta pra ela.

KIRA- *Que arrumadinho* Organizado, em.

ZANDER- Ah kk É, ás vezes eu arrumo, quando dá coragem.

Depois de pouco tempo o dono da casa chama os dois para irem comer. A comida era carne cozida com legumes e tinha gosto de carneiro. Depois de um silencio tenso e constrangedor, a visitante tenta cortar aquele clima.

KIRA- *O que eu falo? Ah, sobre a comida!* Então...quem cozinhou?

CARLOS- Bom, a maior parte foi eu já que o Zander disse que não queria errar a receita, mas ele é um ótimo cozinheiro! kkk

ZANDER- É, eu não queria correr o risco de ficar ruim kk

KIRA- Hm...

Eles voltam a ficar em silêncio por um tempo até... CARLOS- Zander pode te mostrar a casa enquanto eu termino de arrumar a mesa!

ZANDER- Ah...tá.

Kira não entendeu porque que ele precisaria mostrar a casa, ela não estava comprando nem nada, e então imaginou que talvez fosse coisa de gente educada.

ZANDER- Bom...Não tem muito o que mostrar da casa kk Mas você quer ver meu quarto?

KIRA- *Na verdade não precisa, mas eu acho que seria mais estranho se eu dissesse não.* Tá.

Os dois sobem e ele abre a porta pra ela.

KIRA- *Que arrumadinho* Organizado, em.

ZANDER- Ah kk É, ás vezes eu arrumo, quando dá coragem.

Depois de pouco tempo o dono da casa chama os dois para irem comer. A comida era carne cozida com legumes e tinha gosto de carneiro. Depois de um silencio tenso e constrangedor, a visitante tenta cortar aquele clima.

KIRA- *O que eu falo? Ah, sobre a comida!* Então...quem cozinhou?

CARLOS- Bom, a maior parte foi eu já que o Zander disse que não queria errar a receita, mas ele é um ótimo cozinheiro! kkk

ZANDER- É, eu não queria correr o risco de ficar ruim kk

KIRA- Hm...

Eles voltam a ficar em silêncio por um tempo até...

  • Carlos cortar o clima perguntando sobre o vilarejo
  • Zander cortar o clima falando coisas aleatórias

Assim que acabou o jantar, Kira achou que já deveria ir pra casa e caminhou até a porta.

KIRA- Então, eu acho que já vou.

CARLOS- Já?

Zander abre a porta e fica com você lá fora. Já estava escuro e mais frio.

ZANDER- Algum problema?

KIRA- *Como assim?* Não...

ZANDER- Espera...Não vai dizer que a carne te deu dor de barriga...

Ele parece sério. Ele está falando sério? A menina se pergunta enquanto ela aperta os olhos. O anfitrião começa a ri enquanto a convidada apenas olha com uma das sobrancelhas levantadas.

ZANDER- É brincadeira! Assim que acabou o jantar, Kira achou que já deveria ir pra casa e caminhou até a porta.

KIRA- Então, eu acho que já vou.

CARLOS- Já?

Zander abre a porta e fica com você lá fora. Já estava escuro e mais frio.

ZANDER- Algum problema?

KIRA- *Como assim?* Não...

ZANDER- Espera...Não vai dizer que a carne te deu dor de barriga...

Ele parece sério. Ele está falando sério? A menina se pergunta enquanto ela aperta os olhos. O anfitrião começa a ri enquanto a convidada apenas olha com uma das sobrancelhas levantadas.

ZANDER- É brincadeira!

  • KIRA- Ah...nossa.
  • Não falar nada.
  • KIRA- Ah, não me diga.

Ele termina o riso e olha a menina.

ZANDER- Você...

Ele parece desistir do que ia falar.

ZANDER- E-eu posso te deixar em casa, de carro.

KIRA- Tá.

Os dois entram. Lá dentro está bem mais confortável do que no vento lá fora. No caminho os jovens conversam coisas aleatórias, ele sempre tentando tirar um sorriso dela. Assim que chegam ele não destrava a porta até se despedir.

ZANDER- A gente não conversa muito, mesmo assim foi muito legal.

O sorriso dele mostrava sinceridade, o dela não.

KIRA- *Na verdade foi meio chato.* É...

ZANDER- Kira...Depois que eu cheguei aqui, eu decidi que queria mudar esse lugar. Tudo aqui é tão sem vida, e não devia ser, já que há pessoas tão legal quanto você que os outros apenas ignoram. Eu gostaria de usar minhas habilidades para tentar trazer mais alegria pra Old Village. Quer vir comigo? Ele termina o riso e olha a menina.

ZANDER- Você...

Ele parece desistir do que ia falar.

ZANDER- E-eu posso te deixar em casa, de carro.

KIRA- Tá.

Os dois entram. Lá dentro está bem mais confortável do que no vento lá fora. No caminho os jovens conversam coisas aleatórias, ele sempre tentando tirar um sorriso dela. Assim que chegam ele não destrava a porta até se despedir.

ZANDER- A gente não conversa muito, mesmo assim foi muito legal.

O sorriso dele mostrava sinceridade, o dela não.

KIRA- *Na verdade foi meio chato.* É...

ZANDER- Kira...Depois que eu cheguei aqui, eu decidi que queria mudar esse lugar. Tudo aqui é tão sem vida, e não devia ser, já que há pessoas tão legal quanto você que os outros apenas ignoram. Eu gostaria de usar minhas habilidades para tentar trazer mais alegria pra Old Village. Quer vir comigo?

  • KIRA- *Como assim? Quer dizer, eu sei o que ele está falando mas, ele tá pedindo isso pra mim? Ah, é que eu também tenho poderes* Zander, eu não sei se posse ser como você. Acho que eu não nasci pra fazer isso.
  • KIRA- *Impossível! Eu sou Kira. A garota dos corvos. A garota negra. Não posso transmitir alegria pra ninguém.* Zander, eu não nasci pra fazer isso, acho que não consigo.

ZANDER- Você consegue sim! Você foi a pessoa mais especial que eu conheci aqui, e não foi só por causa dos poderes...

Os dois coram.

ZANDER- E se você ainda não souber como fazer isso...Vem comigo que eu te ensino. ZANDER- Você consegue sim! Você foi a pessoa mais especial que eu conheci aqui, e não foi só por causa dos poderes...

Os dois coram.

ZANDER- E se você ainda não souber como fazer isso...Vem comigo que eu te ensino.

  • ...
  • ...
Qual a resposta? Refazer

Qual a resposta?

Compartilhar

Qual a resposta? Refazer

Qual a resposta?

Compartilhar

Calculando Resultado
Ver meu resultado
Visitar Anúncio

Publicidade

clock facebook twitter whatsapp redo search x home profile pencil logout quiz list test user star