Criar Quiz
Criar Quiz
Publicidade
O quão Desperta está a sua Dançarina?

O quão Desperta está a sua Dançarina?

Tags :

Esse teste vai te mostrar como está a sua Dançarina interna.

Lembre-se que não tem certo e errado, esse teste é uma espécie de termômetro que vai te mostrar como tens cuidado e nutrido a sua Dançarina interna.

Saber onde se está é essencial para se mover com autenticidade e liberdade na dança da vida.

IMPORTANTE: Esse teste pretende ser divertido e educacional com o objetivo de ajudar a aumentar sua consciência sobre as experiências de auto amor em sua vida. Não é, de forma alguma, uma ferramenta para diagnosticar qualquer tipo de saúde ou condição de saúde mental.

Responda as perguntas com sinceridade e divirta-se.

Iniciar o Quiz
Incorporar
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15
  • 16
  • Ad

Eu sei o que gosto e o que não gosto

  • Sim, passei e passo um bom tempo me observando.
  • Não muito.
  • Algumas coisas sim, mas no geral não muito.

Se eu não tenho certeza de algo, eu tomo um tempo para descobrir o meu posicionamento a respeito

  • Sim, o tempo que for preciso.
  • Não, eu sigo em frente e não penso muito.
  • As vezes, vai depender da questão.

Eu posiciono e comunico com assertividade o que eu quero?

  • Sim. Sem dúvidas.
  • Não. Eu dou voltas, indiretas para ver se a pessoas entende.
  • Na maioria das vezes sim.

Eu discordo das pessoas sem medo?

  • Sim.
  • Hum, não. prefiro evitar conflitos.
  • Depende da situação, as vezes eu não me sinto confortável em discordar dos outros.

Se uma pessoa me magoa eu consigo falar pra ela.

  • Sim, converso e falo sem medo o que estou sentindo.
  • Não, eu guardo pra mim e evito a pessoa quando posso.
  • As pessoas que tenho mais intimidade eu falo, mas as pessoas mais distantes, eu não falo, deixo pra lá.

As minhas relações são amorosas e encorajadoras?

  • Sim, eu me cerco de pessoas que me apoiam e que posso ser eu mesma.
  • Não, tem muita gente ao meu redor que me coloca pra baixo, me critica e não me entende.
  • Tenho um circulo de amizade que me apoia mas tenho também muita gente "cricri" ao meu redor.

Eu consigo facilmente expressar meu limites em minhas relações?

  • Sim, comunico com assertividade os meus limites e me certifico de serem respeitados.
  • Não, tenho dificuldade de expressar o os meus limites.
  • Algumas vezes sim, outras vezes eu só percebo depois que meus limites foram ultrapassados.

Eu estou feliz no trabalho que realizo?

  • Sim, foi uma escolha consciente.
  • Não. Quem sabe um dia vou mudar esse quadro.
  • Ainda não. Estou em transição de carreira.

Eu acredito que eu posso alcançar meus objetivos

  • Sim, sem dúvidas.
  • Não, eu congelo de medo, e acho que não vou conseguir.
  • Acreditar, eu acredito. Mas questiono muito minha capacidade, parece que nunca me sinto preparada.

Eu permito a minha alegria me guie nas escolhas da minha vida pessoal e carreira?

  • Sim, sem duvidas.
  • Não, tem coisas que quero e tem coisas que tenho que fazer.
  • Para algumas coisas que não sejam tão arriscadas.

Eu consigo ser eu mesma no ambiente de trabalho?

  • Sim.
  • Não. Se eu for em mesma no trabalho e em casa vão achar que sou maluca.
  • Depende, tem um grupinho no trabalho que me sinto confortável, mas tem outras pessoas que não.

Consigo ser eu mesma com a minha família?

  • Sim.
  • Não, eles não me entenderiam.
  • Algumas pessoas da minha família sim, mas não todo mundo.

Eu escuto o meu corpo e suas necessidades?

  • Sim, sempre.
  • Não. Só quando sinto alguma dor.
  • As vezes. Porém, muitas vezes não sei descrever exatamente como me sinto.

Eu priorizo como eu me sinto a cima de tudo?

  • Sim.
  • Não.
  • As vezes.

Quando eu erro eu me acolho?

  • Sim, sempre. Erra faz parte do processo.
  • Eu fico me sentindo mal por um bom tempo, fico com vergonha, me xingo e acabo descontando nos outros, na comida, me isolando me culpando pelo que fiz.
  • Depende do erro. Uns eu me acolho, mas outro eu me xingo e me sinto culpada.

Eu consigo identificar facilmente o que sinto?

  • Sim.
  • Não. Só quando são muito evidentes.
  • Algumas vezes é fácil, quando as emoções são mais fortes, mas as emoções mais sutis não.
Sua Dançarina está dormindo/ estática. Refazer

Sua Dançarina está dormindo/ estática.

Mana, você vive uma relação abusiva com você mesma. Sei que isso pode doer, mas é o primeiro passo é reconhecer que a pratica do auto abandono ocupa uma parte significativa da sua vida cotidiana.

Talvez você nem perceba a falta de amor próprio em sua vida antes de fazer este teste. Ouvir a si mesma e às suas necessidades e desejos não é algo que você acha que tem o direito de fazer e até considere isso como algo egoísta. Observe que o egoísmo não tem nada a ver com amor-próprio (o egoísmo vem de um lugar de carência, onde você percebe que tem que tirar dos outros para conseguir o que deseja).

Você passa o dia fazendo o que é esperado de você, seja o que for que lhe dê a aprovação das massas (ou da família e amigos próximos). Você acredita que, para ter outras pessoas em sua vida, você precisa desistir de suas necessidades e desejos e se conformar.

Sei que pode ter sido difícil ler essa descrição, mas agora que já viu em que parte da estrada você está pode fazer escolhas melhores que priorizem a sua essência. Você não tem culpa mas tem o poder e a responsabilidade da mudança nas suas mãos.

Compartilhar

Sua Dançarina está se movimentando. Refazer

Sua Dançarina está se movimentando.

Mana, você é capaz de ouvir suas próprias necessidades e desejos e, às vezes, proporciona a si mesma o que deseja. No entanto, há momentos em que você se abandona e passa a viver de acordo com as expectativas e normas sociais.

Você é capaz de distinguir o que gosta e o que não gosta e expressar isso. Você também pode expressar suas opiniões, sem se importar com o que os outros possam pensar. Quando se trata de sua carreira, você acredita que uma posição bem-sucedida e respeitada é o que lhe traz alegria - e isso pode ser verdade, mas também pode ser devido à crença social, por exemplo: acreditar que a realização é o caminho para a aceitação, o que dá segurança entre as pessoas e assim se sente digna e capaz de ser aceita.

Você tem dias em que realmente se valoriza e é capaz de se olhar no espelho vendo todas as coisas de que gosta em sua aparência. Você também quer ser capaz de dizer “Eu me amo”, mas no fundo sabe que não é verdade - ainda.

Mana, continue nesse caminho, a estrada é um processo e nessa dança que iniciou, você vai longe.

Compartilhar

Sua Dançarina está Desperta! Refazer

Sua Dançarina está Desperta!

Mana do céu! Razô! Você parece ter um grande respeito por si mesma e por suas necessidades. Você vai atrás do que deseja e dá a si mesma o que precisa e quer em qualquer momento, sem tirar dos outros.

Você é capaz de expressar sua verdade nos relacionamentos e se sentir amada e valorizada. Você escolheu o caminho de sua carreira com base no que lhe traz alegria, em vez de no que deveria fazer para obter aprovação e amor. Você valoriza sua própria felicidade mais do que aceitação social.

Você se move a partir de um lugar de abundância e amor, em vez de carência e ganância. Você está conectada com o seu corpo e suas emoções ativamente e suas decisões são tomadas a partir do que é mais amoroso a se fazer. Você é capaz de dizer “Eu me amo”, com 100% de sinceridade.

Esta descrição acima se aplica a você? Se sim, então você realmente é uma Dançarina Desperta. Lembre-se de que o amor próprio é um processo contínuo, um relacionamento que precisa de cuidados por toda a vida. Continue com a sua linda dança.

Se, você sentiu um estranhamento em algum momento ao ler sua descrição, talvez tenha uma parte em você que não concorda totalmente com suas respostas.

Compartilhar

Calculando Resultado
Ver meu resultado
Visitar Anúncio

Publicidade

clock facebook twitter whatsapp redo search x home profile pencil logout quiz list test user star